Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dicas | 6 hábitos alimentares a incluir no dia-a-dia da mãe no pós-parto

sexybodyfitness-easy-and-healthy-tips-for-losing-w

 

Após o parto, a mãe dedica muito tempo à amamentação. É importante que nesta fase exista, tal como sempre, uma alimentação equilibrada, variada e completa. Por vezes existe a preocupação da mãe em perder o peso que ganhou durante a gravidez, mas esta perda de peso tem de ser sustentada e devagar.

 

  • Exagere nos legumes da refeição, não custa nada e torna as suas refeições muito mais saudáveis. Não falo de legumes cozidos, mas sim de legumes estufados, na wok ou até salteados (com pouco azeite) 
  • Prefira cereais integrais: Deixe o pão branco na prateleira do supermercado. Não pense em trazer "apenas um", que está mesmo quentinho, para aquele dia. Opte por pão de sementes, integral ou escuro. Além disso, deixe o pão de lado às refeições principais.
  • Tem de comer fruta durante o dia. Pode optar por 2 peças de fruta entre as refeições, deixando-as de lado à refeição. Se está farta de fruta fresca, porque não cozer umas maçãs ou assar umas peras? A canela como topping dá-lhe um aroma e um sabor ótimo, colmatando também a vontade do doce muitas vezes presente.
  • Integre gorduras `boas`no seu dia-a-dia: Nozes, amêndoas, cajus são alguns exemplos. Pode comer por exemplo no lanche da manhã ou da tarde.
  • Beba água. Se não lhe apetece porque os dias têm estado frios, opte por chás ou Infusões (mas claro, sem açúcar). Tem mesmo de fazer um esforço para beber líquidos. Se se esquece, comece por beber um copo de água/chá sempre antes e depois de cada refeição.
  • Não logo após, mas assim que estiver recuperada, organize-se e pense numa atividade física que gostasse de fazer. Não gosta de ginásio? Vá dar uma caminhada todos os dias. Não gosta de caminhada? Inscreva-se na natação. Não gosta de natação? Compre uma bicicleta e aproveite para dar umas pedaladas enquanto vê televisão. Há sempre opções.

 

A alimentação da mãe é fundamental também para a nutrição do bébé, pelo que se quiser perder peso, o importante é comer alimentos que lhe façam bem, e deixar de lado alimentos altamente calóricos e que não fazem bem a ninguém.

Não se esqueça que, ter uma alimentação saudável é:

  • Comer bem!!!
  • Comer todos os alimentos de forma adequada e equilibrada: Dependendo dos nossos gostos e de alguma patologia que possamos ter, podemos comer pão, cereais, lacticíneos, fruta, arroz/massa/batata, peixe/carne assada/guisada/estufada/cozida/grelhada, legumes ou saladas, frutos secos, ovos...
  • Comer frequentemente, de acordo com o nosso dia-a-dia (pequeno-almoço, meio da manhã, almoço, lanche, jantar e se necessário, ceia);
    Incluir sopa ao almoço e ao jantar (o que é que custa? Não arranjem desculpas para não comer este alimento, ou é porque está calor ou é porque ficam cheios e já não conseguem comer o segundo prato...). Irá ajudar-nos a manter a saciedade ao longo do dia. Mas, se um dia não lhe apetecer, não tem de comer!
  • Deixar de lado alimentos processados, como bolos de pastelaria, bolachas, donuts, bolicaos etc...Podem crer que isso sim, pode ficar de lado, e para sempre! Pois não faz falta nenhuma! Não comer pão e depois comer bolos?!? Não!
  • Reduzir a quantidade de gordura que utilizamos para fazer as nossas refeições;
  • Não comer pão à refeição. E porquê? Porque já comemos ou arroz, ou massa, ou batata-doce, ou grão ou feijão... Que tal deixarmos para os intervalos das refeições?

 

 

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! 

LOGO_HORZ_P&V.png

 

Workshop 'Marmita Saudável' | Amoreiras

E vem aí mais um Workshop 'Marmita Saudável'.

Passa a sua hora de almoço sem saber o que fazer?
Porque não aproveitar para vir aprender como devem ser as suas marmitas?

Traga a sua marmita, almoce connosco e aproveite para saber como devem ser as suas refeições ☺️👌
Algumas dicas essenciais à preparação da sua marmita, bem como várias ideias!




 

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha #nutrimeio


 

 

 

 

4 dicas para quem não gosta de cozinhar



Gostam de cozinhar? Eu nem por isso... Mas realmente, para manter uma alimentação saudável e equilibrada tem de ser. Por isso mesmo, normalmente opto por coisas simples e rápidas de fazer. Também não me apetece chegar a casa às 21h e fazer o jantar, ou seja, opto por deixar as coisas minimamente preparadas ou fazer em maior quantidade para me dar para mais vezes. 

Faça compras
: O que quero dizer com isto? Que temos de fazer compras para o mês ou ir ao supermercado todas as semanas. Se não gosta de cozinhar, convém que tenha uma grande variedade de alimentos disponíveis para que o possa fazer. Se tal não acontecer, só de pensar que ainda tem de pensar no que vai ter de fazer para o jantar e como o vai confeccionar ainda torna tudo mais difícil. A forma de o conseguir é mesmo ter coisas simples em casa e rápidas de fazer, como bifes de peru/frango, ovos, latas de atum ao natural. Se deixarem a descongelar depois é só fazer e não demora assim tanto tempo. Claro que o objetivo não é fazerem bifes grelhados todos os dias, mas para quando não têm mesmo paciência é ótimo para ´safar. 

Pré-prepare refeições: Se tiver refeições congeladas torna tudo mais fácil. Pode crer. Imagine aqueles dias em que chega a casa sem paciência para nada, perto das 20h/21h e só lhe apetece descansar? Se tiver legumes e arroz congelado (sim, eu sei que o arroz acabadinho de fazer é bem mais saboroso), é só descongelar e quem sabe, juntar uma lata de atum?!? Abrir uma lata de atum não dá assim tanto trabalho... certo? Ou seja, tire da ideia pizzas congeladas, lasanhas etc etc...

Aumente a quantidade de comida cozinhada: Costumo fazer jantar a pensar logo no almoço do dia seguinte, o que me facilita muito. É importante que façam o mesmo, principalmente para quem leva marmita para o trabalho. Optem sempre por levar sopa (não vos faz mal nenhum, só vos faz é bem), prato principal e terminar o almoço com uma peça de fruta ou uma gelatina (normalmente aconselho porquê? para os mais gulosos). 

Legumes preparados/congelados: Se tiver os legumes já lavados e arranjados torna tudo mais fácil. Claro que arranjar e cozinhar legumes todos os dias, não me parece! Ou então, para quem gosta de cozinhar e/ou tem tempo, tudo bem. Além disso, tenho sempre sacos de legumes congelados que dão sempre jeito. É um instante a cozinhar.


Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! 


3 erros que pode estar a cometer nos seus lanches




Os lanches são fundamentais para conseguirmos ter uma alimentação saudável! Mas mais importante ainda é então a sua composição! Podem existir alguns erros que não nos apercebemos e que por vezes não nos ajudam em nada. 
 
Em exagero: Apesar de termos no nosso lanche um alimento saudável, não significa que o possamos comer em exagero, ok?!? Apesar de fruta ser saudável, não podemos andar a comer 5 peças de fruta por dia! Cuidado, é fundamental ter atenção às quantidades!
 
 
Sem satisfação: Quantas vezes isso acontece?!? Pois é.. e qual o resultado? Fome passado muito pouco tempo, relacionado com o facto de não ter tido qualquer prazer a comer! Ou seja, é fundamental que os seus lanches ou snacks sejam do seu agrado e consoante o seu gosto, claro que, com adaptações! Se precisa de ideias para os seus lanches, veja aqui.
 
 
Comer da embalagem: Pois é, parece-me que comer da embalagem acontece várias vezes, talvez por exemplo com frutos secos. Adivinhei? É importante que tal não aconteça e que tenha as quantidades definidas! Senão, não tem qualquer tipo de controlo na quantidade que come, apesar de até poder ser um alimento saudável.
 

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! 

Dicas | 2 dicas a aplicar quando vai ao restaurante com crianças




Hoje é dia de Põe-te na linha ´kids´:) Deixo-vos um desafio: Escrevam em comentário desta publicação que temas gostariam de ver abordados, o que acham?
 
É importante que existam alguns hábitos alimentares no dia-a-dia do seu filho/sobrinho/neto e tudo isso começa através de incentivarmos a família a fazer a mesma coisa!

Escolher o local das refeições: 
  • Talvez mais ao fim-de-semana apeteça fazer uma refeição fora de casa e acabar por ir ao restaurante. No entanto, é fundamental fazer uma escolha acertada, ou seja, ir a um restaurante que tenha uma ementa que permita manter uma alimentação saudável.

  • Não faz sentido ir a uma pizzaria se não á a refeição mais adequada para as crianças. Não vamos a uma pizzaria para pedir uma salada para as crianças. O compromisso tem de ser familiar!

  • Mas claro que, desde que consciente, as crianças também comem alimentos ´menos bons´, mas o importante é que ajam escolhas. Se definem que a criança come batatas fritas, já não come sobremesa! O mesmo para os pais e para o resto da família. 

Cuidado com as quantidades:
  • Antes de mais atenção ao tamanho dos pratos e dos copos que são colocados à mesa, pois influencia a quantidade de comida que ingerimos. 

  • Começar as refeições sempre com sopa! Não há razão para as crianças não comerem sopa antes do prato principal, não necessitando de repetir o prato. Além disso, os lanches que as crianças realizam durante o dia influencia também a fome na hora das refeições, sendo por isso fundamental que estas refeições estejam definidas e controladas. Precisam de ideias para os lanches, vejam aqui.


Mais algumas dicas importantes:

  • Assim que chegar, peça uma sopa para todos;
  • Recuse o pão, as azeitonas e os queijos da entrada. Aproveitem para comer a sopa enquanto espera pela refeição. No máximo, um queijo fresco;
  • Peça para colocar uma maior quantidade de hortícolas ou salada, e reduzir um pouco no arroz/massa/batata. Normalmente tenho sempre de pedir uma salada à parte porque a quantidade que servem acaba por ser pouca.
  • Faça escolhas: Se apetece mesmo mesmo as entradas, tente optar por um prato mais saudável. Caso apeteçam umas batatas-fritas, deixem as entradas de lado e a sobremesa. Caso lhe apeteça a sobremesa, já sabe, não abuse no resto. Mas estas dicas é para toda a família e não apenas para as crianças! 
 

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! 









 

Rótulos | 2 dicas a aplicar no momento da escolha de aperitivos




E hoje é dia de...dia de... rótulos! Hoje sobre aperitivos, alimentos que muitas vezes temos em nossa casa tanto para os nossos convidados como para aquelas ocasiões em que apetece qualquer coisa de diferente. E porquê? Novamente porque são um tipo de alimento bastante consumido devido à sua praticabilidade e rapidez para transportar. 

O objetivo desta publicação é apenas alertar-vos para a composição deste tipo de alimentos. Ou seja, eu sei que por vezes este tipo de alimentos surge na nossa mesa. Mas como digo sempre, a excepção e não a regra! Ou seja, nada de fritos como entrada num jantar durante a semana ou de croutons na sopa de cenoura (a sopa de cenoura sim, mas os croutons estraga tudo). 

Agora vejamos a tabela seguinte: 



- Podemos ver que a maioria dos aperitivos são uma bomba calórica, com uma grande quantidade de gordura, muita dela, gordura saturada.

- Se pensarmos bem, a composição nutricional é por 100g, quantidade que muitas vezes é atingida rapidamente. E porquê? Porque são um tipo de alimento guloso e que é difícil parar de comer. 

- Comprando estes alimentos, escolham sempre os mais simples. Ou seja, sem caramelo, sem mel, sem sal, sem chocolate.. essas adições todas acabam por aumentar a gordura e o açúcar...


Dicas:

Atenção na escolha: Porque não optar por frutos secos para entradas? Podem ver a sua composição nutricional aqui. E dou mais ideias, bolachas de arroz com manteiga de caju | queijo fresco com nozes | espetadas de queijo fresco com fruta | Húmus | Omeletes de microondas ou de forno... ou seja, há tantas tantas formas de variar e de nos saber bem, que podemos começar a tentar deixar estes alimentos de lado! 

Faça substituições: Em vez de queijo curado, porque não queijo fresco? Em vez de amendoins com mel, porque não amendoins simples? Em vez de batatas fritas, porque não cenoura com molho de iogurte? 


Sigam a nossa página no facebook e no instagram 😍 

Para marcação de consultas e/ou informações:

Email: mariagama@poetenalinha.pt |

Telemóvel: +351 927 508 410


Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! 



Pág. 1/4